Roar

Categoria: Sucessos em sinais
País: Estados Unidos
Música: “Roar
Línguas: Inglês e American Sign Language (ASL)
Letra / Tradução: “Roar” traduzido para o Português
Vídeo oficial: “Roar”, Katy Perry

A música “Roar”, um dos grandes sucessos da cantora estadunidense Katy Perry, ganha versão em língua de sinais (American Sign Language) interpretada por crianças surdas da Kendall Demonstration Elementary School (EUA).

 

 

Semana Norte Mineira dos Surdos

Categoria: Eventos
País: Brasil
Línguas: Português e Língua de Sinais Brasileira (Libras/LSB)
Site oficial: http://asmoc.webnode.com

Nos dias 26 e 27 de setembro de 2014, será realizada em Montes Claros (Minas Gerais) a VIII Semana Norte Mineira dos Surdos e o I Encontro de Professores Surdos de Minas Gerais. Com o tema “Surdos: desafios, lutas e conquistas”, o evento contará com palestras e debates, além de – para quem interessar – uma festa comemorativa (à fantasia). Ao fim do seminário, será redigido um documento, pautado nas diretrizes estipuladas (porém, comumente não cumpridas) do decreto nº 5626/05, para se exigir os direitos dos professores surdos. Para mais informações, confira a divulgação do evento, clique aqui.

 
Semana Norte Mineira dos Surdos (s)
 

Diálogos do silêncio

Categoria: Filmes
País: Brasil
Ano: 2013
Título: “Diálogos do silêncio
Línguas: Português e Língua de Sinais Brasileira (Libras/LSB)

O documentário “Diálogos do silêncio”, produzido por alunos do curso de Rádio e TV da Universidade de Santo Amaro (Unisa), traz à tona uma série de questões relacionadas às culturas e comunidades surdas: os discursos identitários, as políticas de educação para surdos (das escolas bilíngues para surdos à inclusão em escolas regulares), as lutas por acessibilidade, os desafios no mundo do trabalho, o cotidiano, etc. No filme, dirigido por Aline Soares e Ramon Cardoso e produzido por Elton da Silva, depoimentos de surdos e ouvintes fazem coro sobre a importância de se lutar pelos direitos surdos, reafirmando suas especificidades linguísticas e culturais.

 

 

Orkid Sassouni

Categoria: Artes Plásticas / Fotografia
País: Irã / Estados Unidos
Obra: “Girl talking
Línguas: Inglês e American Sign Language (ASL)

Uma série de fotos sobre as comunidades surdas norte-americanas marca o trabalho (De’VIA) da fotógrafa surda Orkid Sassouni, iraniana radicada em Long Island (Estados Unidos). Mãos em conversas, encontros de surdos, espaços bilíngues, etc. são captados pelas lentes de Sassouni, responsável pelo projeto fotográfico “Being Deaf and Free-Spirit” (“Ser Surdo e espírito-livre”). “Fiquei fascinada com o orgulho, a energia, as principais formas de comunicação, o pensamento e a consciência deles sobre o mundo lá fora“, diz a fotógrafa sobre o povo surdo, de quem se aproximou quando ingressou na Gallaudet University, em 1990 (onde se formou em História da Arte e Museologia). Foi na universidade, onde aprendeu a Língua de Sinais Americana, que mergulhou no universo da fotografia – expressão em que se aperfeiçoou por meio de outros vários cursos (como o realizado na Parsons School of Design, onde, em contato com a prestigiada fotógrafa Annie Leibovitz, começou a registrar as nuances do mundo surdo). Em São Francisco, na costa oeste estadunidense, Sassouni concluiu o mestrado em Artes Interdisciplinares (com ênfase em Educação) pela San Francisco State University e trabalhou no Centro de Serviço aos Surdos da San Francisco Public Library (um interessante espaço, dentro de uma biblioteca pública, que reúne – além de atendentes bilíngues – uma extensão coleção de livros, artigos, revistas e vídeos sobre língua de sinais, cultura surda, surdez, etc.). Por meio das fotos, partilham-se novos olhares sobre a surdez, trazendo a público retratos da imensidão cultural desse grupo minoritário (fontes: Rochester Institute of Technology e Deaf Art).

 
Orkid Sassouni
 

English is cool

Categoria: Propaganda
País: Brasil
Anunciante: English is cool
Línguas: Inglês e Língua de Sinais Brasileira (Libras/LSB)

No anúncio criado pela agência Leo Burnett para a escola de idiomas English is cool, um executivo aparece a sinalizar, dizendo algo incompreensível para o grande público. A legenda (em Inglês) traduz o seu pronunciamento: “Falo em nome de milhões de pessoas de todo o mundo que sofrem do mesmo problema que eu. Pessoas para quem as portas da maioria das empresas estão quase sempre fechadas. Acredite em mim, não somos menos capazes que você. Não se recuse a contratar alguém apenas porque ela não fala a sua língua”. A propaganda leva a crer que a língua em questão é a (suposta) língua gestual usada pelo protagonista, mas, na verdade, trata-se de outra: o Inglês.