Todas as manhãs

Categoria: Poesia em Língua de Sinais
País: Brasil
Poema: “Todas as manhãs
Línguas: Português e Língua de Sinais Brasileira (Libras/LSB)

O grito de resistência do povo negro, a reverberar nos textos da pesquisadora, professora e poetisa Conceição Evaristo, ganha amplitude em língua de sinais na tradução de seu poema “Todas as manhãs” (publicado no Cadernos Negros, vol. 21 – Poemas Afro-brasileiros). No vídeo produzido pela TV CES, a poesia é interpretada em Libras por Edinho Santos e Nayara Rodrigues, com tradução de Lívia Vilas Boas e Mirian Caxilé. Que a esperança, assim, reamanheça em nós.