Orkid Sassouni

Categoria: Artes Plásticas / Fotografia
País: Irã / Estados Unidos
Obra: “Girl talking
Línguas: Inglês e American Sign Language (ASL)

Uma série de fotos sobre as comunidades surdas norte-americanas marca o trabalho (De’VIA) da fotógrafa surda Orkid Sassouni, iraniana radicada em Long Island (Estados Unidos). Mãos em conversas, encontros de surdos, espaços bilíngues, etc. são captados pelas lentes de Sassouni, responsável pelo projeto fotográfico “Being Deaf and Free-Spirit” (“Ser Surdo e espírito-livre”). “Fiquei fascinada com o orgulho, a energia, as principais formas de comunicação, o pensamento e a consciência deles sobre o mundo lá fora“, diz a fotógrafa sobre o povo surdo, de quem se aproximou quando ingressou na Gallaudet University, em 1990 (onde se formou em História da Arte e Museologia). Foi na universidade, onde aprendeu a Língua de Sinais Americana, que mergulhou no universo da fotografia – expressão em que se aperfeiçoou por meio de outros vários cursos (como o realizado na Parsons School of Design, onde, em contato com a prestigiada fotógrafa Annie Leibovitz, começou a registrar as nuances do mundo surdo). Em São Francisco, na costa oeste estadunidense, Sassouni concluiu o mestrado em Artes Interdisciplinares (com ênfase em Educação) pela San Francisco State University e trabalhou no Centro de Serviço aos Surdos da San Francisco Public Library (um interessante espaço, dentro de uma biblioteca pública, que reúne – além de atendentes bilíngues – uma extensão coleção de livros, artigos, revistas e vídeos sobre língua de sinais, cultura surda, surdez, etc.). Por meio das fotos, partilham-se novos olhares sobre a surdez, trazendo a público retratos da imensidão cultural desse grupo minoritário (fontes: Rochester Institute of Technology e Deaf Art).

 
Orkid Sassouni