Io sono sorda

O poema gestual “Io sono sorda” (“Eu sou surda”), de Lucia Daniele, (re)afirma a beleza e o orgulho de ser surdo, bem como a primazia da experiência visual: “não posso ouvir o riso, mas vejo a alegria!”, “não ouço barulho, sinto a vibração!”, “não ouço o canto, vejo as andorinhas voarem”, “não ouço o vento, vejo o movimento das árvores!”.

 
Io sono sorda
 


Categoria: Poesia em Língua de Sinais
País: Itália
Poema: “Io sono sorda
Línguas: ItalianoLingua dei Segni Italiana (LIS)