Alegria, alegria

Categoria: Sucessos em sinais
País: Brasil
Música: “Alegria, alegria” (Caetano Veloso)
Línguas: Português e Língua de Sinais Brasileira (Libras/LSB)
Letra: “Alegria, alegria”, Caetano Veloso
Vídeo oficial: “Alegria, alegria”, Caetano Veloso (ver. 2011)

Em 1967, um jovem compositor chamado Caetano Veloso chegava à final do 3º Festival da Música Popular Brasileira com a canção “Alegria, alegria”. Desafiando os cânones da Bossa Nova e do “conservadorismo musical” de parte do público e dos produtores da década de 1960 (que tinham o rock’n’ roll e o iê-iê-iê como símbolos de uma suposta alienação cultural), a composição de Caetano contava com arranjos feitos em guitarras elétricas e, junto com Domingo no Parque de Gilberto Gil (clique aqui para conhecê-la em versão traduzida para a Libras), sagrou-se como um dos marcos iniciais do movimento Tropicalista. “O aspecto do grupo de rapazes de cabelos muito longos portando guitarras maciças e coloridas representava de modo gritante tudo o que os nacionalistas da MPB mais odiavam e temiam”, explica Caetano no livro Verdade Tropical. A ideia de Caetano – já pensando na introdução do Tropicalismo, ao lado de Gilberto Gil – era a de fazer uma espécie de marcha de carnaval transformada, cuja letra expusesse as referências pop da época (retirado de Revista Rolling Stone). Abaixo, “Alegria, alegria” traduzida para a Libras.