Surdos no Estado Islâmico (EI)

Categoria: Outros
País: Iraque/Síria
Línguas: Várias

Os vídeos do Estado Islâmico (EI, ou ISIS, em Inglês), uma organização jihadista do Médio Oriente, de tempos em tempos ganham repercussão na mídia internacional, horrorizando grande parte do Ocidente: fuzilamentos, decapitações, torturas e ameaças são comuns em imagens divulgadas pelo grupo fundamentalista, que hoje controla partes do Iraque e da Síria. E se muitos países europeus lutam para barrar as investidas do EI em seus territórios (sobretudo as ações de recrutamento, que já levaram centenas de jovens ocidentais a deixar os seus países e engrossar as fileiras do autoproclamado califado), o poder de sedução do Estado Islâmico – fermentado por uma série de injustiças e atrocidades cometidas mundo afora contra populações muçulmanas – vem se ampliando entre vários públicos. Vários, inclusive as comunidades surdas: há pouco mais de um mês, um vídeo com combatentes surdos convocando (em língua de sinais!) outros surdos para a “guerra santa” ganhou destaque nas redes sociais. Dirigida principalmente a surdos muçulmanos (de diferentes nacionalidades), a mensagem não só apela pela adesão destes ao EI como faz advertências a governos hostis ao grupo (como o dos EUA, da Inglaterra, França, Jordânia, Arábia Saudita, etc.), ameaçando-os com massacres e atentados – “e se formos mortos, então haverá muitos irmãos como eu que irão seguir nossos caminhos e ir até vocês pelos desejos de Allah (…)”, diz o jihadista surdo que, armado com um fuzil, vem a público propagandear a causa extremista. Os “irmãos” surdos que aparecem na gravação trabalham como guardas de trânsito em regiões ocupadas pelo Estado Islâmico e, ao fim do vídeo, são filmados lançando mísseis contra soldados curdos. Se o sectarismo religioso (seja cristão ou muçulmano), enovelado a interesses políticos, avança sobre as comunidades surdas afrontando o direito de muitos, agora ele conta com armas, sob os auspícios de Abu Bakr al-Baghdadi.

Clique aqui para assistir ao vídeo-convocação do EI em língua de sinais

Estado Islâmico