Tribos

Categoria: Teatro / Eventos
País: Brasil
Línguas: Português e Língua de Sinais Brasileira (Libras/LSB)

Após quase um ano em cartaz, encerra-se no próximo dia 17 de agosto, no TUCA (Teatro da PUC-SP), a temporada paulistana da peça Tribos. O espetáculo retrata os dilemas de Billy (Bruno Fagundes), que “nasceu surdo em uma família de ouvintes, liderada pelo pai Christopher (Antonio Fagundes) e pela mãe Beth (Eliete Cigaarini), e completada pelos irmãos Daniel (Guilherme Magon) e Ruth (Maíra Dvorek). Ele foi criado dentro de um casulo ferozmente idiossincrático e politicamente incorreto. Adaptou-se brilhantemente às maneiras não convencionais de sua família, mas eles nunca se deram o trabalho de retribuir o favor. Finalmente, quando ele conhece Sylvia, uma jovem mulher prestes a ficar surda, Billy passa a entender realmente o que significa pertencer a algum lugar” (retirado da sinopse oficial de Tribos). O pertencimento a uma cultura surda, as identidades surdas em conflito e as imposições oralistas (ouvintistas) são algumas das questões abordadas na peça que, a partir dessas experiências comuns às pessoas surdas, traz à tona grandes temas, como “os diversos tipos de limitação do ser humano e as dificuldades de convivência”. Para atuar como Billy, Bruno Fagundes aproximou-se do mundo surdo, construindo um personagem (surdo oralizado) bastante verossímil. Durante o período em que ficou em cartaz, o grupo disponibilizou algumas sessões acessíveis (com interpretação em Libras) seguidas de um bate-papo com os atores, bastante frequentadas por surdos e ouvintes ligados às comunidades surdas do país. Depois de ser assistido por mais de 70 mil espectadores em São Paulo, a peça segue agora para Portugal, onde irá estrear em 10 de setembro no Teatro Tivoli BBVA (de 10 à 28/09), em Lisboa. Em outubro, a peça irá para o Porto (dias 03 e 04, no Coliseu) e para Braga (dia 05). Clique aqui para assistir a uma entrevista com Bruno Fagundes sobre Tribos.

 
Tribos