ANCINE – Consulta Pública

Categoria: Eventos
País: Brasil
Línguas: Português e Língua de Sinais Brasileira (Libras/LSB)
Site oficial: http://www.ancine.gov.br

A Libras poderá ser obrigatória em produções audiovisuais financiadas por verbas públicas (geridas pela ANCINE). Sim, para os que não crêem, vale repetir: a Língua de Sinais Brasileira pode passar a ser obrigatória em filmes, documentários, animações, etc. financiadas por verbas públicas. Para que isso aconteça, é necessário que as comunidades surdas do país e todos aqueles que lutam por uma cultura acessível se mobilizem e participem de uma CONSULTA PÚBLICA promovida pela ANCINE (Agência Nacional do Cinema, agência reguladora que tem como atribuições o fomento, a regulação e a fiscalização do mercado do cinema e do audiovisual no Brasil) até o dia 21 de maio. Hoje, uma proposta de normativa que prevê a legendagem e a audiodescrição como requisitos mínimos de produções culturais financiadas por recursos do Estado (via ANCINE) está em vigor para ser aprovada pela Agência – e, se aprovada, passará a regulamentar a exigência desses dois recursos de acessibilidade nas produções financiada por verbas geridas pela ANCINE. Porém, essa normativa não inclui a obrigatoriedade da Libras, o que contraria uma série de direitos conquistados pelas comunidades surdas sinalizadoras do Brasil (direitos assegurados por lei). Por isso, é de extrema importância que todos participem da consulta pública, reivindicando também a inclusão da Libras como recurso de acessibilidade. Para participar, basta acessar a consulta pública: CLIQUE AQUI, faça o seu cadastro (é necessário usar o navegador Mozilla Firefox), acesse a consulta pública e dê a sua contribuição, pressionando a agência a alterar a normativa. Acesse o site da ONG Mais Diferenças para saber mais, clique aqui. Para quem não conseguir se cadastrar ou acessar a consulta, envie um e-mail para ouvidoria.responde@ancine.gov.br.