Quem nos citou?

Dezenas de cursos universitários têm em suas bibliografias textos retirados do Blog Cultura Surda. Além disso, o site – bem como o seu autor – aparece referenciado em numerosas produções acadêmicas, fazendo crer que todo o esforço até aqui tem contribuído, pouquinho que seja, para novos olhares, fazeres e projetos.

Abaixo, seguem alguns dos trabalhos que [1] utilizam o blog como fonte e meio de pesquisa, [2] fazem referência direta a seus textos ou [3] citam outras produções do autor. São teses, dissertações, monografias, artigos etc. Fica a partilha.

 

TESES DE DOUTORADO

ADRIANO, Nayara. As categorias da narrativa do gênero humor por meio da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Universidade Federal da Paraíba – UFPB, 2018. >>>

BRAUNER, Daniela. Igualdade / diversidade / vulnerabilidade: revisitando o regime das incapacidades rumo ao direito privado solidário de proteção à pessoa. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, 2018. >>>

CAMPOS, Mariana. O processo de ensino-aprendizagem de Libras por meio do Moodle da UAB-UFSCar. Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, 2015. >>>

CASTRO, Juliana. O processo de ensino-aprendizagem do francês língua estrangeira ao público surdo bilíngue brasileiro a partir dos princípios norteadores do letramento. Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, 2016. >>>

LEDUC, Véronique. C’est tombé dans l’oreille d’une Sourde – la sourditude par la bande dessignée. Université de Montréal (Canadá), 2015. >>>

MACHADO, Fernanda. Antologia da poética em Língua de Sinais Brasileira. Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, 2017. >>>

NÓBREGA, Carolina. Literatura Surda: as produções digitais de textos religiosos em Libras. Universidade Federal da Paraíba – UFPB, 2017. >>>

PEIXOTO, Janaina. O registro da beleza nas mãos: a tradição de produções poéticas em língua de sinais no Brasil. Universidade Federal da Paraíba – UFPB, 2016.  >>>

PEREIRA, Patrícia. Tradutores-intérpretes de Libras na Saúde: o que eles nos contam sobre questões éticas em suas práticas. Universidade de São Paulo – USP, 2014. >>>

ROSA, Andréa. A alteridade como fundamento ético para a tradução e interpretação da língua de sinais na sala de aula. Universidade Metodista de Piracicaba – Unimep, 2016. >>>

SPERB, Carolina. Escola Libriação: biografemática do gesto. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, 2017. >>>

TAVEIRA, Cristiane. Por uma didática da invenção surda: prática pedagógica nas escolas piloto de educação bilíngue no município do Rio de Janeiro. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-Rio, 2014. >>>

WITCHS, Pedro. Governamento linguístico em educação de surdos: práticas de produção do Surdus mundi no século XX. Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos, 2018. >>>

 

DISSERTAÇÕES DE MESTRADO

ALBUQUERQUE, Roberta. As vozes e a memória do silêncio: a importância da atuação dos museus na reconstituição e na preservação da memória surda. Fundação Casa de Rui Barbosa – FCRB, 2018. >>>

ALVES, Diego. Espelho surdo: o corpo do artista como forma de expressão. Universidade do Extremos Sul Catarinense – Unesc, 2015. >>>

ANDRADE, Luana. Níveis de atividade física e barreiras e facilitadores para sua prática entre adolescentes surdos e ouvintes. Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM, 2015. >>>

BELAUNDE, Caroline. Os processos perceptivos do aluno surdo: o universo da arte. Universidade de São Paulo – USP, 2017. >>>

BONDARENCO, Priscila. Da realização do Congresso de Milão à publicação do Almanak dos Amigos Surdos (1880 a 1888). Universidade Estadual de Maringá – UEM, 2017. >>>

CABRAL, Lilian. A visão do professor sobre o aluno surdo no Ensino Fundamental. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, 2016. >>>

CRUZ, Andreza. Aula de arte para com surdos: criando uma prática de ensino. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp, 2016. >>>

DELGADO, Hitandehui. Del escenario teatral al escenario social: teatro, discapacidad e Iinclusión social. Universidad Veracruzana – UV (México), 2015. >>>

DOMINGOS, Maria de Fátima. Modelo de educação bilíngue e bicultural para surdos numa perspetiva multicultural na província de Huíla – Lubango – Angola. Universidade Nova de Lisboa – UNL, 2016. >>>

DORTA, Jéssica. Palavreando: uma proposta de aplicativo educacional para a aprendizagem de português escrito pelos surdos. Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, 2017. >>>

ESTEVES, Diogo. Trajectória de participação ao longo da vida de uma estudante surda: um estudo de caso. Universidade de Lisboa – U.Lisboa (Portugal), 2014. >>>

FERNANDES, Edneia. A práxis tradutória das línguas de sinais. Universidade Federal de Rondônia – UNIR, 2017. >>>

FREITAS, Cilene. Processo de compreensão e reflexão sobre a iniciação teatral de surdos. Universidade de Brasília – UnB, 2014. >>>

HENRIQUE, Dyego. Língua de Sinais Brasileira: análise de campanhas do Ministério da Saúde na perspectiva da pessoa surda. Universidade de Brasília – UnB, 2017. >>>

IACHINSKI, Luci. Percepção de acadêmicos de licenciatura a respeito da disciplina de Libras. Universidade Tuiuti do Paraná – UTP, 2017. >>>

KLEIN, Alessandra. O que é possível de uma proposta bilíngue numa escola para crianças. Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – Unijuí, 2014. >>>

KUNTZE, Vívian. A relação do surdo com a música: representações sociais. Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc, 2014. >>>

LACERDA, Catarina. Os Batuqueiros do Silêncio: possibilidade de inovação pedagógica em ambiente não formal de aprendizagem com surdos. Universidade da Madeira – UMa (Portugal), 2017. >>>

LIMA, Cesar. Ecossistemas comunicacionais expandidos: um estudo sobre potencialidades da pessoa surda na experiência artística. Universidade Federal do Amazonas – UFAM, 2016. >>>

MARTINS, Elsa. A tradução para voz de poesia concebida em Língua Gestual Portuguesa. Universidade Católica Portuguesa – UCP (Portugal), 2016. >>>

MENDES, Rodrigo. Surdos bem-sucedidos em matemática: relações entre seus valores culturais e suas identidades matemáticas. Universidade Anhanguera de São Paulo, 2016. >>>

MENEZES, Ronny. As escritas surdas como artefatos culturais mediadores de reflexões a respeito das crenças sobre a surdez. Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, 2017. >>>

MONTEIRO, Rosa. Surdez e identidade bicultural: como nos descobrimos surdos? Universidade de Brasília – UnB, 2014. >>>

MORAIS, Raquel. Estudos para uma framework de performance musical para não-ouvintes: o caso da Associação do Surdo de Apoio ao Surdo de Matosinhos (ASASM). Universidade do Porto – U.Porto (Portugal), 2017. >>>

OLIVEIRA, Geralda. As regularidades discursivas no processo de descrição da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Universidade Federal de Rondônia – UNIR, 2016. >>>

PASCHUINI, Elenira. A infoinclusão de alunos surdos na educação de jovens e adultos utilizando o aplicativo Hand Talk em sala de aula. Universidade Federal do Paraná – UFPR, 2015. >>>

PEIXOTO, Robson. Fábulas na comunidade surda: estratégias que concorrem para a clareza e estética da produção. Universidade Federal da Paraíba – UFPB, 2015. >>>

PEREIRA, Sarita. A utilização de tecnologia para ampliar a experiência sonora/vibratória de surdos. Universidade Federal de Uberlândia – UFU, 2016. >>>

PIMENTA, Brigida. Encontros surdo-surdo(s) como espaço de produção de uma comunidade: a potência do(s) encontro(s) -amizade(s). Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, 2017. >>>

PIO, Déborah. Currículo e diferença na educação especial em uma perspectiva inclusiva. Universidade Federal de Goiás – UFG, 2018. >>>

PISSINATI, Larissa. Representações linguístico-culturais do povo surdo na literatura surda. Universidade Federal de Rondônia – UNIR, 2016. >>>

QUADRADO, Filipa. Vibração comum – um projeto musical com surdos. Universidade de Aveiro – UA (Portugal), 2016. >>>

REIS, Célia. Ensino de Geografia em escola para alunos surdos: desafios e perspectivas para a aprendizagem. Universidade Federal de Uberlândia – UFU, 2017. >>>

RIGO, Natália. Tradução de canções de LP para LSB: identificando e comparando recursos tradutórios empregados por sinalizantes surdos e ouvintes. Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, 2013. >>>

RUIZ, Luciana. Desenvolvimento de material didático para formação integrada de profissionais das áreas de Saúde e Educação: orientação a famílias de crianças surdas em uma visão socioantropológica. Universidade Federal Fluminense – UFF, 2017. >>>

SANTOS, Almir. O suporte digital no ensino de língua portuguesa para a comunidade surda: o caso da obra “As aventuras de Pinóquio em língua de sinais/Português”. Universidade Federal de Sergipe – UFS, 2016. >>>

SANTOS, Joaquim. A formação do tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais como intelectual específico: o trabalho de interpretação como prática de cuidado de si. Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, 2016. >>>

SILVA, Alessandra. Por uma poética dos sentidos: a literatura no contexto da surdez. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-Rio, 2016. >>>

SILVA, Eva. Perceber, pensar e falar: o implante coclear na realidade escolar. Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, 2016. >>>

SILVA, Larissa. O surdo e o direito ao trabalho: para além do acesso. Universidade Federal de Itajubá – UNIFEI, 2017. >>>

SILVESTRE, Jouber. Os entre-lugares: um olhar sobre sujeitos surdos homossexuais. Universidade Federal de Goiás – UFG, 2014. >>>

SIQUEIRA, Thiago. Análisis de un programa de promoción del libro y la lectura en el Estado de Amazonas (Brasil): 2011-2014. Universidad de Buenos Aires – UBA (Argentina), 2017. >>>

SOBREIRO, Andréa. Compreensão musical de adolescentes surdos: um estudo exploratório. Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, 2016. >>>

SOMACAL, Adriana. Memória na ponta dos dedos: sistematização de práticas de teatro com surdos. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, 2014. >>>

SOUZA, Jurema. O processo de avaliação do Prolibras para tradutores intérpretes de Libras – Língua Portuguesa: um estudo avaliativo. Faculdade Cesgranrio, 2017. >>>

SOUZA, Saulo. Sinais lexicais dos termos cinematográficos: a perspectiva da língua de sinais no cinema. Universidade de Brasília – UnB, 2015. >>>

 

LIVROS E CAPÍTULOS DE LIVRO

ANDREIS-WITKOSKI, Silvia. Introdução à Libras – Língua, história e cultura. Curitiba: Ed. UTFPR, 2015. >>>

LEBEDEFF, Tatiana. Língua de sinais e cultura surda: qual seu lugar na escola? In: AQUINO, Ivânia et al. (Org.). Língua, literatura, cultura e identidade: entrelaçando conceitos. 2016. >>>

LEBEDEFF, Tatiana; ROSA, Fabiano; MARTINS, Francielle; KLEIN, Madalena. O impacto dos movimentos surdos nas políticas linguísticas e educacionais para surdos na América do Sul. In: CÓSSIO, Maria de Fátima (Org.). Políticas públicas de educação: desafios atuais. 2016. >>>

LOURO, Viviane. Educação musical inclusiva: desafios e reflexões. In: SILVA, Helena; ZILLE, José (Org.). Música e Educação – Série diálogos com o som. 2015. >>>

MARINHO, Mariana. Recursos para a elaboração de material didático no ensino de Língua Portuguesa para alunos surdos: uma proposta curricular. In: BAALBAKI, Angela et al (Org.). Linguagem: Teoria, Análise e Aplicações (8). 2015. >>>

SANTOS, Miguel; SOUSA, Helder. Língua gestual de Timor-Leste: a língua que falta em Timor-Leste para a participação dos surdos timorenses no desenvolvimento de seu país. In: PAULINO, Vicente; SANTOS, Miguel (Org.). Língua e linguagem no cotidiano. 2017. >>>

 

ARTIGOS

AMORIM, Mariana; DIGIAMPIETRI, Maria Carolina. Entre mãos e sinais, palavras e rimas. Revista Científica Censupeg, Joinville, n. 4, p.50-68, 2014. >>>

DOROTEU, Leandro; MARTINS, José; CARVALHO, Sônia. A capacitação de profissionais para o atendimento da pessoa com deficiência auditiva: a inclusão social e promoção de direitos humanos. Revista Negócios em Projeção, v. 8, n. 2, p. 168-178, 2017. >>>

FERNANDES, Sueli; MOREIRA, Laura. Políticas de educação bilíngue para estudantes surdos: contribuição ao letramento acadêmico no ensino superior. Educar em revista – UFPR, Curitiba, v. 33, n. especial 3, p. 127-150, dez. 2017. >>>

MACHADO, Lucyenne; SANTOS, Joaquim. O intérprete de língua brasileira de sinais: rituais de subjetivação. Revista PERcursos Linguísticos – UFES, Vitória, v. 7, n. 14, p. 472-486, 2017. >>>

PEREIRA, Bianca; LOURENÇO, Lélio. Surdez e psicologia clínica: contribuições da literatura. Psicologia.pt, Porto (Portugal), 2017. >>>

PEREIRA, Sarita; TRALDI, Cesar. O ensino musical para surdos por meios tecnológicos. Revista Forum – INES, Rio de Janeiro, n. 34, p. 63-81, jul./dez. 2016. >>>

QUADROS, Marta. Depois da escola, o encontro é no shopping: sociabilidades, conectividade e jovens surdos em Porto Alegre (RS). Revista TOMO – UFS, São Cristóvão (SE), n. 21, p. 295-336, jul./dez. 2012. >>>

SANTOS, Raphaela; SANTOS, Fabiana. Televisão e acessibilidade: o uso de recursos de inclusão para o surdo no telejornal brasileiro. Revista Anagrama – ECA/USP, São Paulo, ano 10, v. 2, jul./dez. 2016. >>>

INEP. Bibliografia comentada sobre diferenças e educação: um enfoque cultural. Revista Em Aberto – INEP, Brasília, v. 29, n. 95, p. 187-198, jan./abr. 2016.  >>>
 

TRABALHOS PUBLICADOS EM ANAIS DE EVENTOS

BOURSCHEIT, Rafael; CRESTANI, Leandro. O descompromisso e responsabilização dos municípios diante da falta de intérpretes na rede municipal de ensino. In: ENCITEC – ENCONTRO CIENTÍFICO e TECNOLÓGICO, 13., 2017, Toledo. Anais… Toledo: FAG TOLEDO, 2015. >>>

CARRARO, Eloyse; MOURO, Karianny. O processo histórico da Língua Brasileira de Sinais. In: ENCITEC – ENCONTRO CIENTÍFICO e TECNOLÓGICO, 12., 2015, Toledo. Anais… Toledo: FAG TOLEDO, 2015. >>>

FIALHO, Suédi; GONZALES, Neidimar. O atendimento à pessoa surda em estabelecimentos do município de Ji-Paraná/RO. In: SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA, 5., 2017, Ji-Paraná. Anais… Ji-Paraná: UNIR, 2017. >>>

KLEIN, Carla; FRIEDRICH, Márcio. Reflexões sobre literatura surda: importância da literatura como ferramenta no ensino de alunos surdos adultos. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA, 6., 2017, Rio Grande. Anais… Rio Grande: FURG, 2017. >>>

KORTMANN, Gilca; FOSSATTI, Paulo; FREITAS, Simone. Políticas inclusivas: acessibilidade e permanência do surdo no Unilasalle Canoas. In: CONGRESSO DO MESTRADO EM DIREITO E SOCIEDADE DO UNILASALLE, 2016, Canoas. Anais… Canoas: Unilasalle, 2016. >>>

LEÃO, Bruna; SILVA, Vitória; AMORIM, Gildete. Oralização dos surdos: um recorte acerca das relações de poder. In: JORNADA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DE LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS, 1., 2017, Niterói. Anais… Niterói: UFF, 2017. >>>

LEITE, Airam; FERREIRA, Victor Hugo; SÁ, Tatiane. Abordagem sobre o aprendizado de Libras com estudantes ouvintes da Universidade Federal Fluminense. In: ENCONTRO LIBRAS E SAÚDE, 1., 2017, Niterói. Anais… Niterói: UFF, 2017. >>>

MAGALHÃES, Luciana; MENDONÇA, Suelene. Práticas inclusivas: novas perspectivas para a inclusão do aluno com deficiência auditiva. In: SIMPÓSIO DE CULTURA E CONHECIMENTO NA DIVERSIDADE, 1., 2015, Pindamonhangaba. Anais… Pindamonhangaba: Unitau, 2015.  >>>

MENDES, Rodrigo. Uma investigação das identidades matemáticas e culturais de surdos bem-sucedidos em Matemática. In: EBRAPEM – ENCONTRO BRASILEIRO DE ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 19., 2015, Juiz de Fora. Anais… Juiz de Fora: UFJF, 2015. >>>

NASCIMENTO, Cauê; OLINDA, Fátima; MENEGHETTI, Vanessa. O desenvolvimento identitário da pessoa surda: um diálogo com a psicologia histórico-cultural. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE PARA SURDOS, 1., 2016, Salvador. Anais… Salvador: UNEB, 2017. >>>

NAVEGANTES, Eva; KELMAN, Celeste. Alunos usuários de implante coclear em sala de aula. In: CONEDU – CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 2., 2015, Campina Grande. Anais… Campina Grande, 2015. >>>

SÁ, Tatiane et al. Surdo no contexto comunicacional. In: JORNADA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DE LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS, 1., 2017, Niterói. Anais… Niterói: UFF, 2017. >>>

SALES, Kátia et al. Aquisição da Libras: por uma “psicologia humanizada” na educação dos surdos no ensino superior. In: CONEDU – CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 3., 2016, Natal. Anais… Natal, 2016. >>>

SANTOS, Darla; REBELO, Wepaminondo; NETTO, Pio. A informática educativa na inclusão do aluno surdo na Escola Irmã Dorothy Mae Stang – Santarém/PA. In: SCOOP – SIMPÓSIO DA COMPUTAÇÃO DO OESTE DO PARÁ, 1., 2017, Santarém. Anais… Santarém, 2018. >>>

SILVA, Fausto; LOSS, Afonso. Garantindo a igualdade na educação de surdos: o núcleo bilíngue de Libras / língua portuguesa como garantia da política linguística. In: MOSTRA NACIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA INTERDISCIPLINAR, 10., 2017, Camboriú. Anais… Camboriú: IFC, 2017. >>>

SOARES, Maria do Socorro. Do silenciamento à interação social: uma síntese da Língua Brasileira de Sinais. In: CONPEDUC – CONGRESSO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 2016, Rondonópolis. Anais… Rondonópolis: UFMT, 2016. >>>

SOUTO, Maíra. Oralismo x Bilinguismo: filosofias educacionais historicamente contrastantes e presentes na educação para o surdo. In: EDUCERE – CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 13., 2017, Curitiba. Anais… Curitiba: PUC-PR, 2017. >>>

SOUZA, Erick et al. Formação de mestrandos na realização e comparação entre dois eventos científicos sobre temas em diversidade e inclusão. In: CONEDU – CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 3., 2016, Natal. Anais… Natal, 2016. >>>

SOUZA, Jéssyka. Tradutor/intérprete de Libras: um direito da pessoa surda. In: CONGRESSO DE DIREITO UNISUL, 2., 2017, Florianópolis/Palhoça. Anais… Florianópolis/Palhoça: Unisul, 2017. >>>

STACHERA, Eduardo. O processo de construção da cidadania e as pessoas com deficiência. In: CONGRESSO SUL BRASILEIRO DE DIREITO, 2., 2016, Balneário Camboriú. Anais… Florianópolis: Tirant Lo Blanch, 2018. >>>

 

MONOGRAFIAS / TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

D’AVILA, Thalyta. A aquisição da Libras por filhos ouvintes de pais surdos: desafios de ser coda. Universidade Estadual de Maringá – UEM, 2016. >>>

FERREIRA, Gabriel. As dificuldades do ensino de física para surdos: proposta de ensino de ondas sonoras numa abordagem contextualizada. Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, 2016. >>>

GHETTI, Alessandro. Deafhood – Le radici della cultura Sorda. Università Ca’ Foscari di Venezia (Itália), 2015. >>>

GOMES, Letícia. Teatro e teatralidade no contexto da surdez: uma investigação sobre presenças do surdo no teatro e aspectos da teatralidade na língua de sinais. Universidade de São Paulo – USP, 2017. >>>

MARTINS, Ellem. A cultura surda e seus artefatos culturais na educação escolar dos surdos: um estudo de caso. Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, 2017. >>>

PICOLI, Eliane; BOSA, Tainá. A existência ou não de contação de histórias no processo ensino-aprendizagem de aluno com deficiência auditiva ou visual: assim pensam os educadores de Chapecó. Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS, 2017. >>>

RODRIGUES, Rodrigo. Um mundo além do som: pesquisa em Design Multimídia e Cultura Surda para proposta de instalação interativa. Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, 2015. >>>

ROSA, Patrícia. No encontro intercultural, o encontro terapêutico: prática clínica com surdos. Universidade de Santa Cruz do Sul – Unisc, 2017. >>>

SANTOS, Cristiane. O ensino de arte para alunos surdos: uma pesquisa sobre metodologia. Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, 2017. >>>

SANTOS, Jaqueline. Os desafios da interpretação da Libras em um curso técnico frente à falta de fluência da língua pelo educando surdo. Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, 2018. >>>

SILVA, Jessica. Aplicativos como meio de inclusão dos surdos no turismo. Universidade de Brasília – UnB, 2018. >>>

VALLE, Juliana. Literatura e Libras: a contação de histórias como apoio no processo humanizador de crianças surdas. Universidade Federal de Goiás – UFG, 2017. >>>

VILELA, Henrique; CONTRERA, Maria Amélia. Música e qualidade de vida: o caso da comunidade surda. Universidade Vale do Rio Verde – UninCor, 2013. >>>

 

PROVAS E CONCURSOS

Concurso CESPE/UnB – FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (FUB). Prova de conhecimentos específicos – Tradutor e intérprete de Língua de Sinais. 2016. Questões 71-75. >>>

Concurso INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Prova de conhecimentos específicos – Tradutor e intérprete de Língua de Sinais. 2017. >>>

** Todos os textos acima são de responsabilidade de seus autores.