Mirchi&Mime

Categoria: Bares e Restaurantes
País: Índia
Línguas: Hindi e Indian Sign Language (ISL)
Site oficial: http://mirchiandmime.com

Ao pé do lago Powai, em um trecho arborizado da maior e mais importante cidade da Índia, o restaurante Mirchi&Mime vem chamando a atenção de muitos, sobretudo por conta de sua equipe de funcionários: no local, trabalham cerca de vinte e cinco surdos, todos falantes da Língua de Sinais Indiana (ISL). “Percebemos que podemos trabalhar com eles pois suas habilidades são muito relevantes para nós (…). Contratamo-los, então, por suas habilidades, e não por suas deficiências. Eles têm os atributos certos, como a simpatia, o foco, a intuição… e é isso o que mais precisamos no setor hospitaleiro”, diz Prashant Issar, sócio-fundador e um dos principais responsáveis pelo empreendimento. Estampada nos uniformes de todo o staff, a simpática pergunta “eu sei língua de sinais, qual é o seu super poder?” convida o cliente a experimentar um novo meio de comunicação – e para auxiliar aqueles não familiarizados com a ISL, alguns sinais referentes a saudações, pratos e bebidas estão ilustrados no cardápio, além de serem ensinados pelos próprios garçons. Depois do Mirchi&Mime, o bar-irmão Madeira&Mime foi aberto nos arredores, na região norte de Mumbai, com quase trinta funcionários surdos. Os planos de expansão desse projeto, no entanto, não param por aí: de acordo com Issar, a intenção é contratar mais de 500 surdos em 21 filiais espalhadas por todo o país. Que o tempo traga aos indianos o sucesso desse objetivo. Para visitar o site oficial do Mirchi&Mime, clique aqui; para acessar a página da rede no Facebook, clique aqui. Confira matérias sobre o restaurante nos vídeos a seguir – vídeo 01vídeo 02, vídeo 03.

  

  

Palash Muchhal

Categoria: Música com sinais
País: Índia
Vídeo: “Teri ek hassi
Línguas: Hindi, Inglês e Indian Sign Language (ISL)
Site oficial: https://www.instagram.com/palash_muchhal

Aos 21 anos, Palash Muchhal é conhecido como o mais jovem compositor de Bollywood, a indústria cinematografia de Bombaim (que, como uma Hollywood indiana, alimenta boa parte do mercado de filmes do país). Para o videoclipe da canção – composta por ele – intitulada “Teri ek hassi” (“Dê-me um sorriso”, em tradução livre), Muchhal criou um roteiro envolvendo a conhecida fórmula moça surda/rapaz ouvinte/paixão/língua de sinais. A música é cantada por Jubin Nautiyal; o filme, encenado pelo (ex-)casal de atores Nandish Sandhu e Rashmi Desai.

 

 

Let me hear again

Categoria: Dicionários e Apps
País: Índia 
Línguas: Inglês
Site oficial: https://www.facebook.com/let.me.hear.again

O Let me hear again (Deixe-me ouvir novamente), um aplicativo para Android concebido por Sharon Baisil (Índia), conta, basicamente, com cinco funções diferentes: (1) um dispositivo de reconhecimento de voz que identifica frases e palavras em mais de 70 idiomas e as traduz, em texto escrito, para a língua escolhida (com a opção talk back, que enuncia em voz alta o conteúdo digitado no aplicativo); (2) um bloco de notas para armazenar falas e registros orais (imediatamente convertidos e arquivados em formato texto); (3) um despertador vibratório, com alarme sonoro com mais de 100dB; (4) um mecanismo para converter chamadas telefônicas (de voz) em texto e (5) a função “anjo da guarda”, que percebe sons altos no ambiente e os comunica para o usuário. Já eleito pelo MIT App Inventor como o aplicativo do mês, o Let me hear again surge como mais uma tecnologia para tornar um pouco mais acessível o dia-a-dia de pessoas surdas e com deficiência auditiva. Para fazer download do app, clique aqui. Abaixo, vídeo promocional.

 

 

Deaf Brown Gurl

Categoria: Poesia em Língua de Sinais
País: Índia / Estados Unidos
Poema: “Deaf Brown Gurl
Línguas: Inglês e American Sign Language (ASL), legendas ocultas (CC) em Português (saiba mais)

Surda, indiana e muçulmana: as marcas que colocam Sabina England em “grupos minoritários” no ocidente enlevam-se com grande beleza – e força – na poesia gestual “Deaf Brown Gurl” (“Garota morena surda”), um poema que entrelaça discursos de valorização e reafirmação das diferenças com cenas da imensidão cultural da Índia. Nas imagens gravadas em Bihar (estado ao norte do país), a diversidade cultural e religiosa da região se exibe em um mandir (templo de devoção hindu), um gurdwara (espaço de culto sikh), uma mesquita (muçulmana), um dargah (sufi) e um templo budista. Além dessas imagens, crianças surdas aparecem em uma escola de Patna, realçando a riqueza das várias formas de pensar, sentir e expressar o mundo. O vídeo-poema em língua de sinais conta com legendas em Inglês que podem ser traduzidas para o Português (saiba mais). Para conhecer outro trabalho de Sabina England (um poema de Pablo Neruda traduzido para a American Sign Language), clique aqui.

 

 

O casal silencioso

Categoria: Campanhas e Movimentos
País: Índia
Línguas: Hindi, Inglês e Indian Sign Language (ISL) – legendas em Português

A cada ano, milhões de mulheres são diagnosticadas com câncer de mama em todo o mundo. Para preveni-lo, recomenda-se realizar – constantemente – um autoexame: “o autoexame da mama deve ser realizado uma vez por mês, todos os meses, 3 a 5 dias depois da menstruação chegar por todas as mulheres em fase reprodutiva, especialmente aquelas que têm casos de câncer de mama na família. (…) Se durante o autoexame da mama a mulher perceber a presença de um nódulo duro, que se move ou não ao ser pressionado, notar que as mamas estão diferentes, quentes ou se sair alguma secreção pelos mamilos, deve marcar com urgência uma consulta com um mastologista, para ele averiguar a situação” (retirado de tuasaude.com). Na Índia, uma campanha promovida pela Philips estimula os maridos a incentivarem suas esposas a realizarem o autoexame, ocupando-os também das tarefas domésticas. No vídeo “O casal silencioso”, que compõe a campanha, um homem surdo aparece cumprindo as funções “de sua mulher” (assumindo o preparo do jantar), pedindo a ela que – nesse tempo “livre” – se preocupe com a prevenção ao câncer